Apresentação da disciplina


Essa disciplina é um convite a escrever por prazer, não por obrigação. Com interesse e empolgação, não com tédio e má vontade. Escrever bem, claro, é importante para seu TCP, mas a verdade é mais profunda. Bem mais profunda.

É bem possível que as pessoas em 1990 pensassem que hoje em dia, 30 anos depois, a escrita perderia a importância. Afinal de contas, seriam inventados os telefones portáteis. Mas não. Hoje em dia converso com meu pedreiro por WhatsApp, marco meu corte de cabelo em directs no Instagram. Minha tia passa várias horas escrevendo no Facebook. Meu pedreiro, meu barbeiro e minha tia, que nunca gostaram de ler e escrever, leem e escrevem várias vezes ao dia, todos os dias.

Você provavelmente já se sentiu limitado ao escrever. Você estava no Whatsapp com a paquera e queria comentar como a noite de ontem havia sido mágica, legal, fantástica, supimpa, foda, épica. Como expressar o que você estava sentindo? Sem saber o que fazer, mandou um emoji com estrelas nos olhos.

No trabalho, você, no mínimo, vai ter que escrever e responder emails, participar de discussões com chefes, colegas, subordinados e clientes no WhatsApp e talvez elaborar algum relatório.

Portanto, saber escrever bem vai aumentar suas oportunidades profissionais. Claro, você não precisa se apaixonar pela literatura e se tornar um escritor. O essencial é não cometer erros gramaticais básicos e conseguir apresentar as ideias de maneira clara.

A escrita não é útil apenas para se comunicar, ela ajuda também a pensar melhor. Muitos psicólogos pedem aos pacientes para escrever um diário. No papel, aquela raiva diminui, a vergonha não é tão grande, a ofensa não é tão grave, a preocupação já não é tão importante. A lentidão da escrita, o esforço de selecionar como dizer, os filtros, o atrito do papel ou do teclado, tudo isso depura e organiza o pensamento, acalmando as emoções. Por isso, aprender a escrever melhor ajuda a pensar melhor.



Objetivos da disciplina

  • aprender a escrever com mais prazer e com rigor científico;

  • desenvolver a habilidade de formatar seus textos de acordo com a ABNT;

  • aprender como encontrar informações relevantes e confiáveis;

  • desenvolver a capacidade de falar em público.


Para atingir esses objetivos, vamos escrever um pequeno artigo científico, próximo ao formato dos TCPs. Veja as orientações sobre ele nesta página.


Distribuição dos pontos


  • estrutura do artigo (3 pontos). Data da finalização: até 04/11.

  • artigo completo (5 pontos). Data de entrega: até 16/12.

  • apresentação (2 pontos). Data: 20/01 em diante. Quem preferir não apresentar em público, pode apresentar apenas para mim, mas valendo apenas 1 ponto.

  • avaliação de recuperação da aprendizagem: fazer uma nova versão do artigo. Data de entrega: 19/01.

As orientações sobre os artigos estão neste link, incluindo modelos da estrutura do artigo e do artigo completo.

A cobrança da presença em sala de aula segue o Regulamento Geral dos Cursos de Graduação da Unifal.


Plano de ensino

  • a pesquisa: etapas, tipos e ferramentas.

  • a escrita científica: os artigos, as monografias e as regras da ABNT.

  • filosofia da ciência: tipos de pesquisa e a avaliação de sua cientificidade.


Planejamento das aulas

Estrutura e formatação do artigo

1- Apresentação da disciplina

2- Tipos de pesquisa

3- Textos acadêmicos e científicos

4- Pesquisando artigos (Google Acadêmico)

5- Citações, chamadas e referências

6- Continuação

7- Continuação

8- A estrutura do artigo

9- Continuação

10- A formatação do artigo

11- Continuação

12- Continuação

13- Continuação

Escrita do artigo

14- Como escrever com mais facilidade

15- Como conectar ideias: conectivos

16- Erros comuns: concordância, vírgula e crase

17- Revisão

18- Filosofia da ciência

19- Vocabulário técnico e definições

20- Dicas e escrita do artigo

21- Continuação

22- Continuação

23- Finalização do artigo

Apresentações

24- Orientações sobre as apresentações

25 a 36- Apresentações