Orientações sobre o artigo

Nossa tarefa na disciplina é escrever um pequeno artigo. A melhor maneira de entender o que você deve fazer é estudar com atenção os seguintes textos:

Além disso, você pode consultar trabalhos de conclusão de curso já aprovados no link abaixo:


As regras do artigo


  • o objetivo deve ser fazer uma revisão de literatura narrativa sobre determinado tema;

  • tamanho: 10 a 15 páginas;

  • utilize pelo menos 3 referências (artigos, livros, leis, reportagens, sites etc.);

  • tipo de letra Arial (ou Times New Roman), tamanho 12, espaçamento 1,5 e alinhamento justificado;

  • citações com recuo: tamanho 10, espaçamento 1,0 (simples) e margem reduzida;

  • resumo: entre 100 e 200 palavras;

  • Citações, chamadas e referências;

  • Regras da ABNT: Manual de Normalização da Unifal;

  • o problema do plágio: resolução da Unifal.


Critérios de correção do artigo

  • formatação de acordo com a ABNT;

  • chamadas, citações e referências de acordo com a ABNT;

  • qualidade da escrita (clareza, ortografia e gramática);

  • qualidade do conteúdo (objetivo bem definido e uso de fontes relevantes).


A escolha do seu tema de pesquisa

O primeiro passo na escrita de seu artigo é escolher o tema da pesquisa, o assunto do seu artigo. Você pode escolher qualquer assunto relacionado a Administração, Atuária, Economia ou Contabilidade. Isso inclui a análise de produtos, de empresas, de mercados, de leis, de problemas sociais, de indicadores econômicos ou sociais etc.

Você pode mudar de tema a qualquer momento do semestre. Aliás, isso é comum quando começamos uma pesquisa. Ao começar a ler e pensar sobre o assunto, você pode descobrir que o tema que escolheu não é muito interessante ou é muito difícil, que não há muitas informações sobre, pode descobrir algum tema mais interessante etc.

Então, não tenha receio de mudar de tema, apenas evite fazer isso depois do primeiro mês de aula, para não ter que correr com sua pesquisa. Por isso, aproveite bastante o primeiro mês para pensar sobre isso.

É permitido se basear em algum trabalho de outra disciplina ou pesquisa orientada por outro professor (p. ex., TCP), desde que não seja um trabalho feito em grupo e que siga as orientações da nossa disciplina.

O objetivo da disciplina é aprender a fazer bem feito, não ser inovador ou profundo. Então, minha sugestão é que você escolha um tema fácil. Por isso, escolha um assunto sobre o qual haja muita informação e, se possível, algo sobre o qual você já tenha algum conhecimento. Não escolha um tema muito amplo, pois é difícil abarcar todos os tópicos relevantes, mas também evite temas muito específicos, pois é mais difícil encontrar informações sobre ele.

O artigo é uma revisão de literatura sobre determinado assunto, em outras palavras, um resumo sobre o que já se sabe sobre aquele tema. Então, não é permitido fazer entrevistas. Elas são muito interessantes, mas precisam ser bem preparadas (veremos isso quando conversarmos sobre os tipos de pesquisa).

Você pode escolher o tema da sua pesquisa se baseando em seus interesses pessoais ou em seus interesses profissionais.

No primeiro caso, você pode pensar em temas sobre os quais você já costuma pesquisar na internet em seu tempo livre ou sobre os quais você gosta de conversar com seus amigos. Por exemplo:

  • as soluções para um problema social que te preocupa;

  • o mercado de um produto que você gosta (vestuário, pets, carros elétricos, placas fotovoltaicas, jogos online, a transformação dos clubes de futebol em empresas, soja, café, carne bovina, leite, queijo etc.);

  • a situação de uma empresa que te interessa (Amazon, Renner, Hering, Petrobras, Tramontina etc.);

  • algum aspecto de alguma rede social, de algum serviço de streaming ou de algum aplicativo (Instagram, LinkedIn, Netflix, Uber, iFood etc.);

  • algum assunto que te interessou em outra disciplina: algum tema em história econômica, teoria política ou políticas públicas (reforma administrativa, reforma tributária, impostos sobre grandes fortunas, IPTU, ICMS etc).

A segunda estratégia é pensar que esse artigo pode ser algo que te ajudaria em uma entrevista de emprego, uma coisa legal para colocar no seu currículo. Então, você pode escolher um assunto importante para o emprego que você quer ter ou que você já tem. Por exemplo:

  • o que é planejamento tributário, lucro real ou presumido, o ICMS, as deduções no Imposto de Renda etc.;

  • precificação de seguros de saúde, indicadores de qualidade das seguradoras etc.;

  • a trajetória da taxa Selic, os índices de inflação, indicadores de solvência, as aplicações no Tesouro Direto, os derivativos etc.;

  • gestão de pessoas, plano diretor municipal, as organizações do terceiro setor etc.;

  • estratégias de marketing de um determinado setor; algum aspecto do comportamento do consumidor de certo tipo de produto etc.

Algo que pode te ajudar muito, em qualquer um dos dois caminhos, é ver os temas dos TCPs que já foram defendidos (clique aqui).


A definição do objetivo da sua pesquisa

Depois de escolhido o tema do artigo, é preciso definir o objetivo dele. É quase a mesma coisa, mas é uma indicação mais específica, mais rigorosa, da intenção do texto.

Por isso, duas questões muito comuns em bancas de defesa de TCP e nas avaliações dos artigos são:

  • qual é o objetivo do artigo? Qual é seu problema de pesquisa? Qual pergunta você gostaria de responder com seu trabalho?

  • o artigo consegue cumprir esse objetivo?

Por isso, é preciso indicar o que você pretende com seu trabalho em três lugares: no resumo, na introdução e nas considerações finais.

Se o objetivo não for muito claro, sua pesquisa será confusa. Se ele for muito amplo, seu trabalho ficará incompleto. Como dentro de um mesmo tema vários aspectos que seria possível analisar, é preciso delimitar o objeto, recortar o tema, focando em apenas uma parte do assunto.

Alguns exemplos de objetivos:

  • explicar o que é a Taxa Selic;

  • explicar como é feito o cálculo do imposto de renda de pessoa física e a aplicação de suas deduções;

  • descrever as principais características dos consumidores de cursos online;

  • comparar o comportamento do consumidor em lojas físicas e lojas online;

  • apresentar as principais vantagens e desvantagens do Simples Nacional;

  • apresentar as vantagens e desvantagens dos dois principais sistemas de amortização de empréstimos, Tabela Price e Sistema de Amortização Constante (SAC);

Note o uso de verbos como descrever, apresentar, comparar, explicar etc. Note também como são objetivos bastante simples, humildes até. A intenção dessa disciplina é te ajudar a aprender a fazer um trabalho simples, mas bem feito. Depois de ganhar segurança nesse primeiro passo, em suas outras pesquisas, você poderá abordar temas mais complexos e perseguir objetivos mais sofisticados.

Para ver exemplos de objetivos em outras áreas, consulte a página dos TCPs já defendidos.


Escolhendo o título do seu artigo

Os títulos de artigos científicos devem ser informativos, indicando qual o objetivo do texto e, se possível, os aspectos principais da metodologia adotada. Por isso, eles tendem a ser longos e detalhados.

A estratégia mais comum para deixar o título mais atrativo é dividi-lo em título e subtítulo, separados por dois pontos. Outra estratégia, é usar uma pergunta no título ou no subtítulo. Veja alguns exemplos:

  • Análise financeira de empresas enquadradas no Simples Nacional: uma comparação entre dois casos.

  • As políticas públicas para a primeira infância: uma análise sob o olhar de classe, raça e sexo.

  • Uma análise da revolução tecnológica no mercado de seguros: o crescimento das insurtechs e das healthtechs.

  • Há evidências de desindustrialização precoce no Brasil? Uma revisão da literatura.


O resumo do seu artigo

O resumo é uma parte decisiva do seu artigo. Quando estamos pesquisando um assunto, lemos dezenas de resumos para só então decidir quais serão aqueles artigos que realmente leremos do começo ao fim. Por isso, o resumo deve servir como uma miniatura do seu trabalho.

Portanto, o resumo não é uma introdução ao artigo, mas sim um substituto do texto todo, resumindo os aspectos mais importantes. Por causa disso, todo resumo deve incluir três aspectos do seu trabalho:

  • objetivo

  • metodologia (pode incluir também o roteiro do artigo)

  • resultados

Há diferentes metodologias que os pesquisadores podem utilizar (veja a página sobre os tipos de pesquisa). No entanto, aqui na disciplina, todos os artigos deverão fazer uma revisão de literatura narrativa, a metodologia é mais simples. Basta escrever algo como: "a metodologia adotada é a revisão de literatura a partir do Google Acadêmico e das informações contidas no site do Banco Central" (substituindo Banco Central por outros sites que tenham sido importantes para sua pesquisa).

O resumo deve ter apenas um parágrafo e ter entre 100 e 200 palavras.

A estrutura do seu artigo


Todos os artigos da disciplina devem ter apenas quatro seções:

  1. Introdução (1 página)

  2. Título à sua escolha (2 a 4 páginas)

  3. Título à sua escolha (2 a 4 páginas)

  4. Considerações finais (meia página)

Como você pode ver, a primeira e a quarta seções já são predefinidas. Por isso, o foco da sua atenção deve estar em escolher o título e o conteúdo da segunda e da terceira seções. Isso vai determinar como você organizará seu texto.

Um mesmo tema pode ser organizado de diferentes maneiras. Por exemplo, se seu tema é a comparação entre consumidores de lojas de vestuário físicas e onlines, você poderia organizá-lo de diferentes maneiras:


  1. Introdução

  2. O consumidor tradicional

  3. O consumidor online

  4. Considerações finais


  1. Introdução

  2. O crescimento do mercado de vestuário online

  3. As características dos consumidores digitais

  4. Considerações finais


  1. Introdução

  2. Por que tantos consumidores preferem as compras online?

  3. Por que ainda existem consumidores que preferem as lojas físicas?

  4. Considerações finais


Cada uma dessas estruturas, dá um foco diferente à pesquisa. Como você pode ver, a escolha de qual é melhor estrutura depende de qual é seu objetivo com o texto (ser mais geral ou ser mais específico, mais didático ou mais detalhado etc.).


A introdução


A introdução deve conter a apresentação do tema e a justificativa da pesquisa, a indicação do objetivo e da metodologia a ser utilizada, além do roteiro do artigo no último parágrafo. A introdução normalmente não é muito longa, ficando em torno de quatro parágrafos. Aqui está uma sugestão de conteúdo:

  • primeiro parágrafo: apresente seu tema de maneira interessante, indicando a justificativa, a importância do tema. Se quiser, pode usar dois para isso.

  • segundo parágrafo: delimite seu objetivo e indique qual será a metodologia da pesquisa. No caso do artigo para nossa disciplina, a metodologia é a revisão de literatura narrativa.

  • o último parágrafo deve ser um roteiro com o conteúdo das seções. Por exemplo, "o artigo está dividido em quatro seções, além da introdução e das considerações finais. A primeira delas apresenta (...). A seção seguinte analisa (...)".


O desenvolvimento


As seções entre a introdução e as considerações finais são chamadas de desenvolvimento. Mas, atenção, o título delas não deve ser desenvolvimento. Você pode escolher os títulos que considerar mais adequados (se precisar de inspiração, veja o artigo modelo e os TCPs já defendidos).

Os artigos e monografias (outro nome para TCC) têm duas ou mais seções de desenvolvimento. No entanto, como o texto que vocês farão aqui para a disciplina é curto, ele não deve ter mais do que duas seções entre a introdução e as considerações finais.

Na segunda seção é comum encontrar as definições dos principais conceitos importantes para seu tema (p. ex., o que é ICMS, o que é passivo não circulante etc.). Essas definições são chamadas de referencial teórico.

O restante do conteúdo é composto pelas informações que você reuniu nas fontes que pesquisou. Você pode ir misturando e comparando as ideias de diferentes artigos, reportagens, sites e outros textos para organizar o assunto da maneira que considerar mais interessante.

Se for citar muitos dados, siga as seguintes orientações:

  • a maior parte deles deve estar em tabelas e gráficos, não no texto;

  • sempre que possível, apresente os dados em forma de proporções (isto é, porcentagens ou números relativos), variações (mudanças percentuais) e/ou rankings; e

  • use mais do que uma ou duas casas decimais apenas quando houver valores muito semelhantes.


As considerações finais


Essa última seção tem apenas três ou quatro parágrafos. Se limite a duas coisas: (1) resumir os resultados do seu texto de maneira clara, não apresente ideias novas; e (2) indicar limitações de sua pesquisa e sugerir pesquisas futuras.

Essa seção também é chamada de "conclusão". Porém, há pessoas que consideram que é inadequado chamá-las assim, pois você não está encerrando o assunto, apenas fazendo uma contribuição. Considero essa crítica muito exagerada. No entanto, por via das dúvidas, para evitar reclamações irrelevantes sobre seu trabalho, sugiro que chamem de "considerações finais".


Os artigos empíricos

No artigo da disciplina, vocês deverão fazer apenas uma revisão de literatura narrativa, não poderão fazer estudos empíricos, isto é, entrevistas ou análises estatísticas. No entanto, é importante que vocês saibam que os artigos empíricos têm uma estrutura um pouco mais rígida do que aquela que vimos acima (introdução, desenvolvimento e considerações finais).

Eles normalmente seguem a seguinte estrutura:

  • 1. Introdução

  • 2. Referencial teórico

  • 3. Metodologia

  • 4. Resultados e discussão

  • 5. Considerações finais

  • Referências


A segunda seção, onde está o referencial teórico, é um tipo de revisão de literatura, como a que estamos fazendo aqui. Porém, nesse caso, os pesquisadores usam a análise dos trabalhos anteriores para reunir informações necessárias para suas entrevistas e métodos estatísticos.

Outra diferença é que os artigos empíricos possuem uma seção específica para apresentar sua metodologia, pois ela normalmente envolve diversos detalhes importantes:

  • qual a origem dos dados. Se forem dados primários (coletados pelo pesquisador), indique a técnica de coleta (questionários, entrevistas em profundidade, grupo focal, etnografia etc.). Se forem dados secundários, indique a fonte dos dados (Banco Central, IBGE, Bovespa, etc.);

  • qual o tamanho da amostra e quais os recortes temporal e geográfico (quais os anos e qual a região analisada);

  • qual a técnica de análise dos dados (análise de regressão, análise de agrupamento, análise do discurso etc.).

Em seguida, a quarta seção apresenta os resultados da pesquisa e os compara aos estudos anteriores.

Como eu disse, aqui na disciplina vocês não devem seguir essa estrutura (introdução, referencial, metodologia, resultados e considerações finais), mas sim a estrutura mais simples (introdução, segunda seção, terceira seção e considerações finais). Contudo, saber que existe essa estrutura mais rígida vai te ajudar a ler os artigos para sua pesquisa e poderá ser pedida pelo seu orientador de TCP ou TCC.